Miro Bersi by Editor Fevereiro 24, 2020 0
Miro Bersi é um artista cujo trabalho gira em torno de formas de arte tradicionais, especificamente da pintura e escultura. O seu trabalho estrutura-se ao redor da figura; o corpo humano e as múltiplas formas que o constroem são uma fonte constante de inspiração. O material é, também, um tema que ele explora no seu trabalho. Entender este afeta o artefacto como um todo é essencial em sua prática. A cultura também tem sido um tema-chave no trabalho de Bersi, tendo crescido na Escócia e no Brasil, e ambas as culturas influenciado o desenvolvimento do seu trabalho ao longo dos anos. Bersi tem bacharelato em Ilustração e Animação pela Kingston University (Londres, 2019). Recentemente fez a sua primeira exposição individual “Conflito” em Novembro de 2019 na Whitespace Gallery, Edimburgo. READ MORE
Àgota Végso by Editor Fevereiro 24, 2020 0
Àgota Végso é uma diretora de filmes animação, ilustradora e produtora Húngara. Terminou os seus estudos na Moholy-Nagy University of Art and Design Budapest, MOME, em 2012, com dois mestrados em animação e ensino. Participou no Animation European Production Workshop, ASF, em 2012/13. Teve a oportunidade de participar no The Animation Workshop (TAW) na Dinamarca em 2014. Em 2014 trabalha no The Animation Workshop (TAW) como Produtora e Gerente de Produção, organizando um vídeo educacional em colaboração com o TED-Ed. Desde 2017 que coordena projetos do programa de residência e orientação de um mês para talentos asiáticos e escandinavos, NINOKO Universe Accelerator (ex. NipponNordic). Agota começou a pintar com aguarelas em 2015 como travel sketcher e com acrílico em 2019 como um hobby. A pintura tornou-se, então, na sua principal actividade artística, além do trabalho de produção. READ MORE
Javier Rodríguez Lozano by Editor Fevereiro 24, 2020 0
Javier Rodríguez Lozando (Madrid, 1992). Moro e trabalho em Madrid e obtive um BFA e um MFA, ambos na Universidade Complutense de Madrid. Participei de diversos workshops ministrados por artistas como Cristina Iglesias, Juan Luis Moraza e Fernanda Fragateiro. A minha prática artística pesquisa a linguagem visual e instalativa do limiar entre o nosso ambiente urbano e doméstico. Nesse interstício, os meus projetos vêm de pequenos fenômenos diários, de tipo sutil e marginal. Apesar de negligenciados diariamente, esses eventos têm grande valor simbólico, principalmente de natureza identitária, o que levou-me a trabalhar com coisas tão diferentes como cortinas, grafites e gatos. Fiz exposições individuais na Galería Fran Reus, Palma (2018) e na Galería Bacelos, Madrid (entreacto, 2017), e participei em exposições coletivas (seleção) como: Casal Solleric, Palma (2020); Sala de Arte Joven, Madrid (2019) curador Ángel Calvo Ulloa e (2017) c. Virginia Torrente; Espaço OTR, c. Marlon de Azambuja, Madrid… READ MORE