Sobre

HANGAR

O HANGAR é um Centro de Investigação Artística localizado na Graça, em Lisboa. O HANGAR inclui um centro de exposições, residências artísticas e curatoriais e estúdios para artistas. Será também um centro de formação, de conferências e conversas.

A partir do conceito de unificação de algumas geografias, culturas e identidades, o HANGAR procura organizar e produzir o desenvolvimento de projectos artísticos transdisciplinares na área das Artes Visuais, integrando apresentações públicas e olhando a Lisboa urbana como foco de intervenção.

O HANGAR é um espaço independente gerido por artistas e curadores. É um lugar para a experimentação, pesquisa e reflexão das práticas artísticas. Este espaço é um ponto de convergência de diversas áreas e processos artísticos contemporâneos. O HANGAR tem como objectivo ser um catalisador de experiências na conexão entre artistas, investigadores e outras iniciativas artísticas. Também visa incentivar a discussão da arte contemporânea emergente, estimulando o desenvolvimento de práticas artísticas e teóricas motivadas por uma experiência experimental e partilhada.

Objetivos

O HANGAR nasceu da vontade de um grupo de artistas, curadores e produtores, pertencentes à Xerem ou seus colaboradores próximos, em criar condições para a pesquisa e criação artísticas em proximidade com o contexto específico da cidade de Lisboa.

O HANGAR pretende fomentar a criação, investigação artística, as possibilidades criativas e formativas da prática artística em  interacção com diferentes agentes locais, nacionais e internacionais. Artistas e curadores serão desafiados a contribuir para a criação de uma plataforma de troca de ideias e experiências, em interacção com o contexto local. O HANGAR irá encorajar a experimentação e o cruzamento de disciplinas, práticas, olhares e questionamentos, como forma de potenciar a prática artística e criar ligações entre artistas e o público local, no âmbito de um contexto internacional.

Os objectivos do projecto respondem a várias linhas de acção:

Interacção artística e exploração do ambiente urbano: memória, espaço e gente;

Interacção com a memória do lugar e criação de u• interacção com o espaço urbano público;m lugar de investigação e criação artística: consciência colectiva e histórias locais;

Interacção com a comunidade local e com contexto artístico abrangente: moradores, comerciantes, galerias e fundações;

Interacção pedagógica e lúdica: desenvolvimento de workshops, cursos, eventos e projectos no âmbito da arte e educação;

Realização de exposições, seminários e workshops;

Intercâmbios em rede de artistas, curadores e outros agentes culturais: internacionalização das residências artísticas.

P1080307

Apoie o Hangar

O HANGAR – Centro de Investigação Artística é um projecto da XEREM, uma associação cultural sem fins lucrativos. Consiste na criação de uma plataforma de cooperação entre artistas e diversos sectores e instituições públicas e privadas para o desenvolvimento artístico, cultural, local e internacional.

O HANGAR procura criar uma rede de parceiros e patrocinadores, num processo participativo que permita concretizar os nossos objectivos. Estamos receptivos a propostas que reforcem e apoiem a nossa missão de apoiar o desenvolvimento da investigação e produção artística, através dos programas a desenvolver no Hangar. A contribuição de apoios privados e públicos é fundamental para a continuidade do projecto.

Para mais informação sobre como apoiar o projecto e benefícios pelas suas contribuições, pode contactar-nos através do email geral[at]hangar.com.pt.

XEREM

O HANGAR – Centro de Investigação Artística é um projecto da Xerem.

A XEREM é uma associação cultural que tem por objectivos: conceber, organizar, desenvolver, implementar e difundir projectos culturais, sociais, artísticos e pedagógicos, de âmbito transdisciplinar e intercultural.

Promove actividades a nível local, nacional e internacional, colaborando com instituições públicas e privadas, envolvendo artistas e comunidades diversificadas, tendo como prioritárias as seguintes linhas de orientação: consultadoria, curadoria e agenciamento no domínio das artes visuais e performativas, cinema, audiovisual e multimédia, entre outros cruzamentos artísticos; promoção da intervenção social através da arte, nomeadamente no espaço público; produção e divulgação da criação artística contemporânea numa perspectiva transdisciplinar (actividades museológicas, arquitectura, urbanismo, ciência, literatura, entre outras); realização de workshops, seminários, ateliers pedagógicos e terapêuticos no âmbito da educação informal; formação profissional em parceria com entidades de diferente natureza; criação de residências artísticas e constituição de plataformas criativas em rede; edição e distribuição de obras de arte e de publicações em formato impresso e digital.