Conversa com Raphael Fonseca by Ricardo Fevereiro 09, 2019 0 Novidades anteriores

“Vaivém – as redes de dormir no Brasil entre um arquivo de imagens e um projeto curatorial”

Data: 27 de Fevereiro de 2019

Hora: 18h

Local: Hangar – Centro de Investigação Artística

Imagem: “Oca do futuro” (2017), de Sallisa Rosa.

“Essa fala terá como enfoque minha investigação doutoral acerca das iconografias das redes de dormir e suas relações com noções de identidade no Brasil. Durante quatro anos de pesquisa pude coletar mais de novecentas imagens que faziam essa associação e que traziam em si diferentes discursos em torno da noção de brasilidade. Esses grupos de imagens fora analisados dentro de seus contextos históricos e se constituíram como a base de uma investigação no campo da história da arte. Recentemente, com a necessidade de transformar a pesquisa em uma curadoria – ou seja, trazendo a virtualidade desse arquivo para a fisicalidade de um espaço expositivo – foi necessário rever conceitos, imagens e artistas. Essa fala, portanto, abordará esses dois diferentes modos de operação e desafios da pesquisa.”

BIO

Raphael Fonseca é pesquisador nas áreas da curadoria, história da arte, crítica e educação. Curador do MAC Niterói e professor do Colégio Pedro II. Doutor em Crítica e História da Arte pela UERJ. Recebeu o Prêmio Marcantonio Vilaça de curadoria (2015) e o prêmio de curadoria do Centro Cultural São Paulo (2017). Curador residente no Institute of Contemporary Arts of Singapore (2019) e na Manchester School of Art (2016). Escreve regularmente para a revista ArtNexus. Entre seus projetos recentes, destaque para “Lost and found” (ICA Singapore, 2019), “The sun teaches us that history is not everything” (Osage Art Foundation, Hong Kong 2018); “Dorminhocos – Pierre Verger” (Caixa Cultural Rio de Janeiro, 2018); “Sonia Gomes – a vida renasce, sempre” (MAC Niterói, 2018); “Luiz Roque – televisão” (MAC Niterói, 2018), dentre outros.


you may like