Ana Torres by Icaro Agosto 12, 2021 0 portfolios

Ana Torres é artista e escritora brasileira. Bacharel em ciências sociais e bailarina de formação, sua pesquisa envolve intimidade e melancolia no universo feminino.

Ana é criadora e diretora de Meus Fluídos, a farmácia do absurdo. Um e-commerce de lágrimas como resposta a um programa performativo realizado em 2019 onde a artista chora em aplicativos de streaming.

Ao perceber que escrevia obsessivamente para amores ausentes, Ana publica cartas de amor ridículas nesse mesmo território digital – Meus Fluídos – trazendo drama e devaneios em suas tentativas de comunicação. muitas vezes, bem sucedidas…

Cartas não é somente um trabalho de gravação da dor mas, um estatuto, um balanço geral de questões universais. O íntimo, o detalhe, o que escapou e não entrou no convencional. A exterioridade das relações como algo flutuante, fruto do tempo.

Não é na escrita dos fatos, mas na relações dos fatos, diante do mundo interno e externo. Ana pensa política como grandes bobagens em meio a queixas de um coração partido, mostrando um lugar onde encaramos o temor à vida como filosofia, tragédia e arte.

O projeto Cartas de amor são ridículas é resultado do mergulho na intimidade da artista, que explora a erotização da vida e do sofrimento na fronteira entre o real e o absurdo, apresentando uma coleção de variáveis que formam cada unidade num tempo descontínuo, como gotas.

Atualmente Ana Torres participa da exposição See you, tomorrow na Atopos Venice, IT e está entre os artistas premiados na CompactaMAG do Museu de Arte Contemporânea de Goiânia, Brasil.