Paula Bullwinkel by Editor Janeiro 19, 2020 0 portfolios

O trabalho é influenciado por um fluxo flutuante: sonhos com cores lindas, pesadelos com amigos e familiares perdidos, o zeitgeist, o último presidente se gabando de agressão sexual, padrões têxteis, o som dos rios, memórias da minha mãe trabalhando longas horas no seu atelier de cerâmica e alheia a tudo, minhas fotografias, escrita de Elena Ferrante. A vida às vezes é incoerente e absurda. A beleza é contrabalançada pelo assustador, o sinistro com o enfadonho, a diversão com o desamparado. O “dark side” pode refletir nossa sociedade vergonhosa hoje; nossa chocante disposição de derrotar os vulneráveis, enquanto o lado mais leve evoca nossa chance, nossa esperança, brilhando, quando tempo para olhar mais de perto. Existe uma tensão entre os dois que cria energia.

Nascida no norte da Califórnia, passei minha infância fazendo bichinhos no estúdio de cerâmica da minha mãe, brincando por horas na floresta e concentrando-me totalmente nos personagens imaginários que inventava. Antes de pintar, fui fotógrafa de editorial de moda e de retratos em Nova York. Também vivi em Londres por 18 anos trabalhando para as melhores revistas – o que era raro, já que esse era um ambiente de domínio masculino. Eu tentava capturar a figura e a atitude feminina na forma de uma narrativa. A história era geralmente fantástica e às vezes absurda – um tema que continuo a explorar na pintura. Os animais protegem os outros na obra de arte, como um amuleto ou um pacto. Eles suavizam a estranheza que é permitida nas justaposições. Sua participação adiciona bondade e beleza. Familiares; parte da alma de uma pessoa em forma animal, mas tendo sua própria agenda também, indefinida, mas potente. Os animais pré-históricos parecem reconhecíveis em algumas de minhas pinturas, porém com aparência estranha. Eles estão extintos, então sua beleza está perdida para sempre.

Alegóricas e narrativas, as pinturas apresentam heroínas e heróis-animais equilibrando sentimentos de mistério ou pressentimento com um senso de celebração. Eles têm algum tipo de tarefa ou missão importante. As imagens falam da parte mais difícil da viagem; a intersecção entre potencial e conflito.