OPEN CALL | Affective Ecologies by Icaro Julho 04, 2024 0 Novidades, Oportunidades

Affective Ecologies

Uma Residência Artística sobre a relevância atual do pensamento de Amílcar Cabral

Serão selecionados quatro (4) artistas por um júri do programa, constituído por curadores e artistas. Os critérios de seleção dos candidatos serão os seguintes:

– Qualidade e consistência na prática artística;

– Relevância do trabalho desenvolvido para o tema do projeto;

– Idade entre os 25 e os 35;

– Ter uma ou mais das seguintes nacionalidades: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique ou São Tomé e Príncipe. O artista pode residir fora do seu país de origem;

– Disponibilidade para participar em todas as atividades previstas no calendário do projeto;

– Preencher e submeter a candidatura, através do formulário, dentro do prazo estabelecido.

Calendário (2024)

Receção de candidaturas | 18 de junho a 18 de julho

Comunicação dos resultados | durante o mês de agosto

Período de residência e apresentação pública | 1 a 15 de outubro

Condições oferecidas

– Apoio à criação no valor de 725 euros

– Apoio à produção de obras no valor de 500 euros

– Viagem, alojamento, alimentação e despesas de deslocação

Equidade, diversidade e igualdade

Os artistas são selecionados numa lógica de paridade entre as suas diferentes interseccionalidades, compreendendo os diversos níveis de experiência e carreira, sendo o objetivo reunir artistas jovens com diferentes experiências e anos de carreira no setor artístico.

Júri e Cláusula de salvaguarda

– O júri do concurso é constituído por membros do Hangar e da Fundação Calouste Gulbenkian e sua decisão é irrevogável.

– Ao submeterem a candidatura, os candidatos declaram ter conhecimento e aceitarem as condições deste regulamento.

Link para inscrição https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe41HjtfVx8fQqTTVEzK6NzHxFKFywWwPv-NTrGyNilHMyTbw/viewform

Num ano em que se celebra os 50 anos do 25 de Abril, torna-se fundamental destacar as lutas anticoloniais que contribuíram para o fim da ditadura em Portugal. Através de seus pensamentos, o agrónomo e líder das lutas de libertação na Guiné-Bissau e Cabo Verde, Amílcar Cabral apresenta ferramentas de decolonização atemporais, relevando o elo entre o passado e o futuro, partilhando com inúmeras gerações conceitos que reafirmam a memória das lutas contra o colonialismo e racismo.

No seio deste legado de resistência, nasce o projeto AFFECTIVE ECOLOGIES.

Esta residência convida os artistas a explorarem as ideias de Amílcar Cabral que assentam na interligação da regeneração ecológica, social e política.

O programa é dedicado a artistas visuais, naturais de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e/ou São Tomé e Príncipe, com idades compreendidas entre os 25 e os 35 anos.

A residência artística terá a duração de 10 dias e realiza-se durante o mês de outubro de 2024 no HANGAR – Centro de Investigação Artística, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. O programa de residência será acompanhado por uma equipa de curadores e artistas e incluirá um conjunto de atividades de criação e formação, tais como: trabalho de estúdio, workshops, visitas a museus, a centros de arte, a galerias e a ateliers de artistas. O programa culminará com uma conversa pública e apresentação das obras produzidas durante a residência, no auditório do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian.