Moa Mauer by Ricardo Julho 11, 2019 0 portfolios

Compondo desde os 10 anos de idade, Moa Mauer (21) , nome artistico de Tatiana Galo, sempre se sentiu encantada pelo mundo artistico.

Com descendência luso-caboverdiana, cresceu no meio da música portuguesa, cabo verdiana e brasileira também, que entrou na sua vida por influências da sua mãe, tendo como inspiração nomes como Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Carmem Miranda, Dolores Duran, Maria Gadú, Tom Jobim e Marilia Mendonça.

Moa começou a sua aventura como compositora no Rap, por influência de amigos de
familiares, cantores e compositores, e desde então procurou aperfeiçoar o seu dom para as rimas, tendo hoje como referência os rappers brasileiros Emicida e Racon Sapiência, procurando levar a verdade que o rap presa, para todas as aréas da composição em que decide aventurar.

O seu encantamento pelo mundo artístico não ficou só pela música não, tendo uma paixão enorme pela dança, pelo teatro e pela leve alegria de puder atuar. E por conta disso participou em alguns eventos multiculturais de dança com os espetáculos A Lenda do Tamborinho e As Tranças de Bintou, com o grupo de danças urbanas Bazas d´Lum. Mas apesar de ter sido no Rap que descobriu o seu dom para a composição, foi na MPB que ela encontrou a sua voz como artista, quando em meio de viagens a Lisboa, nos meios de transportes e por inspiração de momento compôs as suas duas primeiras músicas brasileiras Mar e Xangô.

Desde então nunca mais parou, tanto que em meio de tantos momentos de inspiração nasceu o Projeto Yalodê, um Ep com 7 músicas, nas quais aborda assuntos como os amores e desamores, a consciência perante a sociedade em que vivemos e a admiração pelo poder feminino, e que tem como objetivo de levar ao mundo um pouco da alma brasileira que nela habita e um pouco da sua filosofia de que “entre culturas não existe barreiras e sim pontes.”


you may like