José Pedro Cortes by Ricardo Abril 19, 2020 0 portfolios
(Porto, 1976)

Começou por estudar fotografia e cinema no Porto. Depois de alguns anos a viajar e trabalhar comercialmente em fotografia, terminou, em 2004, o Master of Arts in Photography no Kent Institute of Art & Design (Reino Unido). Em 2006, após 3 anos a viver em Londres, regressou a Lisboa para fazer o Programa Gulbenkian de Criatividade e Criação Artística (Fotografia). Expõe colectiva e individualmente desde 2004, sendo de destacar as exposições no Centro Português de Fotografia (2005), no Museu da Imagem de Braga (2006), no Módulo – Centro Difusor de Arte (2008 e 2011), Carpe Diem – Arte e Pequisa (2013) e as exposições colectivas no Deichtorhallen Hamburg, Centre Gulbekinan Paris (2012), Carpe Diem (Lisboa, 2013). Dos projectos institucionais mais recentes, destaca-se o projecto European Photo Exhibition Award (2011, comissariado por Sérgio Mah), sendo um dos 3 artistas portugueses escolhidos para realizar um trabalho sobre o tema de “Identidade Europeia” e, em 2012, o projecto European Eyes on Japan, sendo um dos dois fotógrafos europeus convidados para realizarem um trabalho na prefeitura Japonesa de Toyama e “O PROCESSO SAAL: ARQUITETURA E PARTICIPAÇÃO, 1974-1976″ no Museu de Serralves (Porto, 2014) e no Canadian Center for Architecture (Montreal, 2015). Em 2015 expõe no CGAC – Centro Gallego de Arte Contemporanea (‘Edita: Sequencia/Sentido’) em Santiago de Compostela e na Robert Morat Galerie (‘Costa’) em Berlim.
Recentemente foi um dos 3 nomeados para o importante prémio BES Photo 2014. Desde cedo que também centra o seu trabalho nos livros, tendo publicado “Silence” (2005), “Things Here and Things Still to Come” (2011) e “COSTA” (2013). É um dos fundadores e co-editor da Pierre von Kleist editions, tendo sido editados já 19 livros de fotografia. O seu trabalho está representado em várias colecções públicas e privadas.