OPAVIVARA! Transnômades, São Paulo (32ª Bienal de São Paulo – Incerteza Viva) (2016)

O programa, intitulado NEM TANTO A SUL NEM TANTO A NORTE, é constituído por uma programação diversa de conferências, exposições, residências artísticas e performances desenvolvidas por artistas, curadores e académicos.

O programa têm como objectivo a valorização da criação multicultural, a investigação, a experimentação e a inovação, assim como o questionamento de paradigmas epistemológicos.

A metáfora que o título encerra tem como objectivo chamar a atenção para a alteração de formas entre distintos blocos geopolíticos e uma alteração do peso relativo na balança dos discursos hegemónicos.

Pretende-se assim fortalecer não só uma valorização das epistemologias do Sul mas também um encontro entre povos e ideias.

Projecto inserido no Programa Lisboa Capital Ibero-Americana da Cultura 2017

Programação

Seminário sobre cultura e colonialidade
Península
27 e 28 de Janeiro 2017

Screening
Carlos Amorales (México)
10 de fevereiro a 18 de março 2017

Screening e conversa
Coco Fusco (Cuba)
14 de Junho 2017

Residência e Intervenção
OPAVIVARÁ! (Brasil)
23 de Junho a 1 de Julho 2017

Exposição
Canibalia
31 de Março a 9 de Junho de 2017

Curadoria: Julia Morandeira Arrizabalaga (Espanha)

Artistas: Theodor de Bry (Bélgica), Jeleton (Espanha), Runo Lagomarsino (Suécia), Candice Lin (EUA), Pablo Marte (Espanha), Carlos Motta (Colômbia), Pedro Neves Marques (Portugal), Manuel Segade (Espanha), Daniel Steegmann Mangrané (Espanha/Brasil), Minerva Cuevas (México).