ART CLUB by Ricardo Janeiro 07, 2021 0 mini-hangar, Novidades a decorrer

Idades: 9 aos 14 anos

Data: Sábados, 9, 16, 23 e 30 Janeiro 2021.  Horário: 10h às 12h

Local: R. Damasceno Monteiro, 12, 1170-112 Lisboa

Preço: 35€ mensal + 5€ seguro (materiais incl.) + membership

Artistas educadores: Fidel Évora

Para mais informações: geral@hangar.com.pt ou +351 93 843 90 60
HANGAR Centro de Investigação Artística
Rua Damasceno Monteiro, 12, Graça (Lisboa) +351 93 843 90 60 — geral@hangar.com.pt

*O Hangar segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde para equipamentos culturais.

Detalhes

O ART CLUB é um projecto dinamizado pelo Mini-Hangar, uma plataforma do serviço educativo e participativo do Hangar. Vamos experimentar várias técnicas de expressão, desde o estúdio à exposição, passando pela pintura, desenho, animação, escultura, ilustração, sound art, instalação. Do modernismo à arte conceitual, experimental e pós colonial.

Este mês o Art Club vai explorar a técnica da Serigrafia com o artista educador Fidel Évora!

Este workshop procura celebrar a Tabanka, uma das expressões mais antigas da cultura cabo-verdiana, tanto na sua música como no seu folclore. Dita a tradição que todos os anos o povo sai à rua numa romaria para criar uma espécie de teatro que desfila pelas aldeias e povoações. Esta tradição tem como objetivo celebrar a liberdade. Em poucas palavras a Tabanka é uma manifestação de criatividade, música, cores e alegria.

Iremos através de cores, texturas e o uso da serigrafia criar um mosaico em dedicação à TabanKa.

Em cada sessão iremos experimentar uma serigrafia diferente e experimentar alternativas de composição.

Artista/Educador Fidel Évora nasceu na Cidade da Praia em 1984, mas cresceu no Barreiro. Entre 2004 e 2010 trabalhou como Designer Gráfico em agências de comunicação, mas optou pela carreira como artista plástico. Procura cultivar o seu gosto pela pesquisa, preservação de artefatos, recuperando memórias importantes para a identidade colectiva e pessoal; dividido entre essas fronteiras, cria composições entre o real e o fictício trilhando o seu próprio caminho, criando diálogos esquecidos propositada ou involuntariamente.

Concepção e Orientação

Fidel Évora nasceu na Cidade da Praia em 1984, mas cresceu no Barreiro. Entre 2004 e 2010 trabalhou como Designer Gráfico em agências de comunicação, mas optou pela carreira como artista plástico. Procura cultivar o seu gosto pela pesquisa, preservação de artefatos, recuperando memórias importantes para a identidade colectiva e pessoal; dividido entre essas fronteiras, cria composições entre o real e o fictício trilhando o seu próprio caminho, criando diálogos esquecidos propositada ou involuntariamente.