Vanessa Fernandes by Ricardo
Vanessa Fernandes (1978, Guiné-Bissau) viveu em Paris, Macau, Porto-Portugal, Alemanha e regressa ao Porto em 2012 onde reside até hoje. Fez o segundo ano em Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes do Porto; terminou o curso de Som e Imagem na Universidade Católica do Porto; e em Julho de 2016 o Mestrado em Realização de Cinema e Televisão na ESAP. Participa no III Festival de Rua de Layounne, Sahara Ocidental em 2018 com instalação e projeção em Video Mapping. Actualmente e como realizadora está a fazer uma série para a RTPlab “Matemática Salteada” com Inês Guimarães (Mathgurl), e o documentário “Talea Jacta est” uma banda de Rock do Porto com Pedro Pestana e João Pais Filipe, vencedores do Criatória do Porto 2018/19. Realizou algumas curtas metragens de ficção, video dança e filme experimentais, tais como; “Tradição e imaginação” (recebeu o 2° Lugar no I prémio Cornelia Eckert de…
READ MORE
Ramiro Guerreiro by Ricardo
Ramiro Guerreiro (1978, Portugal) frequentou o curso de Arquitetura na Universidade do Porto para passar ao Programa de Estudos Independentes na Maumaus - Escola de Artes Visuais. Tem exposto com regularidade desde 2003. Nas exposições individuais destacam-se: "Moi Aussi..." (Galeria Lehmann+Silva, Porto, 2019); "Sem Título [Um Tanque sem Fundo]" (Adega de Olhalvo, Alenquer, 2018); “The TINA Pamphlet” (Pneuma Project, Lisboa, 2017); “Austerity - International Style - Spring/ Summer 2016” (Künstlerhaus Bethanien, Berlim, 2015); “Instructions” (Arte Tranquilidade, Lisboa, 2013); “Marseille” (Galerie Château de Servières, Marselha, 2013); “Resto” (Pavilhão Branco, Lisboa, 2011); “Verdes Anos” (Cinzeiro 8, Museu da Electricidade, Lisboa, 2009) ou “Acções, Propostas e Uma Intervenção” (Lumiar Cité, Lisboa, 2009). Guerreiro apresentou performances em: École Superieur de Beaux-Arts (Angers, 2017), Museu de Serralves (Porto, 2016), Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas (Ribeira Grande, 2015) e na Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, 2013), entre outros espaços.
Das exposições colectivas destacam-se: "Ponto de Fuga" (Galeria…
READ MORE
Paulo Arraiano by Ricardo
Paulo Arraiano (1977, Portugal) licenciou-se em Comunicação pelo ISCEM (Lisboa) e frequentou Artes Plásticas na Ar.Co – Centro de Arte e Visual (Lisboa). É também co-fundador da re_act contemporary, laboratório e programa de residência [Açores] e no.stereo, artist-run platform. Conta com inúmeras exposições, individuais e colectivas, nacionais e internacionais, das quais se destacam Dimora Artica [Milão]; Hawaii-Lisbon [Lisboa]; Pivô (S.Paulo); Museu d’Historia da Catalunya (Barcelona); Art Rotterdam [Roterdão]; Cidade das Artes Museum [Rio de Janeiro]; MAH Museum [Açores]; Quartier General, Centre d’art Contemporain [La Chaux-de-Fonds]; Aeroplastics Contemporary [Bruxelas]; Petra Gut Contemporary [Zurique]; TAL Gallery [Rio de Janeiro]; ArtRio [Rio de Janeiro]; The Dot Project (Londres]; Palácio da Pena [Sintra]; Forty/Forty [Varsóvia]; Galeria Graphos [Rio De Janeiro]; Museu do Côa [V. N. Foz Côa]; ArtWhino [Washington DC]; Hifa, Harare International Festival Of Art [Zimbabwe]; Câmara Municipal do Porto [Porto]; Museé d’Art Moderne [Luxembourg], Scope/Miami Basel [Miami]; National Building Museum [Washington DC];…
READ MORE
Jabulani Maseko by Ricardo
Jabulani Maseko (África do Sul, 1977) nasceu e cresceu em Joanesburgo na era do regime político do apartheid.
Partiu, por coincidência, no ano em que Nelson Mandela foi libertado de Robin Island e que a África do Sul mudou de regime. Viveu brevemente nos Estados Unidos da América antes de se mudar para o Reino Unido, seu país de adoção onde viveu a maior parte da sua vida de adulto, em Londres.
Após uma temporada em Portugal, em 2010 parte para Veneza onde fica uns meses na Fundação Bevilaqua la Massa, tendo essa estadia sido muito importante para o desenvolvimento da sua atividade artística. Fez mestrado na Slade School of Arts, Universidade de Londres. Expôs em Londres, Luanda, Portugal, França e Suíça. Em suportes diversos, o seu trabalho aborda temas que lhe são íntimos, relacionados com identidade, domesticidade e atualidade, estando atento às questões de integração. A sua visão crítica baseia-se na…
READ MORE
Yibo Xu by Ricardo
Yibo Xu (China, 1985) explora multidimensões com base na escultura tradicional como pano de fundo disciplinar. Os trabalhos criam o seu próprio processo de pensamento a partir da perspetiva de dispositivos interativos, imagens imersivas e visualização de dados. Interessado tanto no presente quanto no futuro, arte e tecnologia comunicam numa plataforma de media ampla. Podemos ver esse contexto criativo na sua série “função auto regenerativa”, na qual estão presentes o sentido pós-humano de crise e a preocupação com a sociedade transparente.
READ MORE
Cristina Mejías by Ricardo
Cristina Mejías (Jerez, 1986), licenciada em Belas Artes pela Universidade Europeia de Madrid e pelo National College of Art and Design, em Dublin e Mestre pela Universidade Complutense de Madrid. O seu trabalho foi recentemente exibido em centros artísticos como C3A (Córdoba), MACZUL (Maracaibo), Matadero Madrid/Galerias Municipais (Lisboa), Fundación Mendoza (Caracas), TEA (Tenerife), Artothèque (Bordéus), Centro Cultural de España (Rosário, Lima), LABoral (Gijon), CAAC (Sevilha), CentroCentro (Madrid), entre outros. Irá brevemente expor na La Casa Encendida (Madrid), Blueproject Foundation (Barcelona) e Centro Párraga (Murcia).
READ MORE
Nicholas Rispoli by Ricardo
Nicholas Jacob vive e trabalha entre Nova Iorque e Arábia Saudita. Licenciado em Belas Artes pela Manhattanville College e Mestre pela New York Academy of Art em 2010, onde foi nomeado pela Dedalus Foundation Master of Fine Art. Nicholas ensinou em várias instituições por Nova Iorque, incluindo Pace University, The Harlem School of the Arts, Marymount Manhattan College e a New York Academy of Art’s Departamento de Educação Continuada. De 2014-2016, curou exibições para a Window Studio, localizada em Brooklyn. Na Window Studio, colaborou com o objetivo de conseguir apoios do Conselho de Artes de Brooklyn para o projeto em 2015 e 2016. Para além de participar no programa de Artes Visuais com a New York State Summer school of the Arts (NYSSSA) desde 2012, Nicholas tornou-se Diretor Artístico Assistente em 2016. Atualmente é representado por Paul Calendrillo NYC.
READ MORE
María Aparicio by Editor
María Aparicio nasceu em Córdoba, Argentina, em 1992. Estudou cinema na Universidade Nacional de Córdoba e de uma forma autodidata. “Las Calles” é o seu primeiro longa-metragem, lançado em 2016. Participou em mais de 15 festivais internacionais de cinema, obtendo o Best Director Award na Latin American Competition do 18º Bafici (Argentina) e uma menção especial no International Film Festival of Ourense (Espanha). Actualmente trabalha “Sobre las nubes”, o seu segundo longa-metragem, e desenvolve “Las Cosas Indefinidas”, um documentário experimental.
READ MORE
Alvaro Ugarte by Editor
A prática artística de Ugarte (Mexico) começa como uma experiência social através da encenação de cenários ou de situações que funcionam como dispositivos de engajamento entre membros de uma determinada comunidade. Os resultados materiais, geralmente imprevisíveis devido à natureza das ações e das suas dimensões colectivas, podem assumir a forma de esculturas, instalações ou de qualquer outro registo documental. Mais recentemente Ugarte expandiu o seu campo de pesquisa para a análise de estruturas mentais e comportamentos sociais. Através de procedimentos aparentemente absurdos, como o acto de dormir, a espionagem e questionários esotéricos, pergunta-se sobre o funcionamento da mente em contextos sociais específicos. O seu trabalho foi exibido em lugares como a Galeria Paul Kasmin (NY), o MAZ Museo de Arte de Zapopan (MX), e na Fondazione Giorgio Cini (IT). Em 2015 foi indicado para a Rolex Mentor e para a Protégé Arts Initiative (2016 – 2017).
READ MORE