Data: Sexta-feira, 14 de Julho de 2017 | 16h às 19h

DETALHES

16h – Workshop “Arte de trançar”

Workshop dedicado aos cabelos africanos, onde os participantes terão a oportunidade de aprender um pouco mais sobre as varias formas de trançar o cabelo.

17h30 – Talk

Alice Marcelino falará sobre sua pesquisa e trabalhos desenvolvidos durante sua residência no Hangar.

 

Como parte de sua residência, Alice Marcelino passou o seu tempo a fotografar os residentes e as lojas dedicados aos cabelos africanos, num antigo centro comercial nos arredores de Lisboa.

O centro comercial Babilonia é o lar de mais de 200 lojas, das quais mais da metade são reflexo das comunidades africana e brasileira existentes em todo o município de Amadora.

O boom dos salões de cabelo reflete o aumento da procura de uma população que raramente é representada na economia convencional e agora começa a ocupar espaços fora dos guetos.

A presença dessas comunidades tem sido recebida de diferentes formas. Embora o centro comercial seja agora uma área multicultural e diversificada, amplamente conhecida pelos seus salões de cabelo, os membros são frequentemente alvos de injustiças sociais e geralmente ligados ao crime e à pobreza.

Alice Marcelino é graduada em fotografia pela University of East London, (2016). Vive e trabalha em Londres. Marcelino nasceu em Luanda e mudou-se para Portugal muito cedo, onde cresceu e viveu a maior parte da sua vida. Alice experimentou e explorou várias formas de arte, da dança ao teatro, até descobrir e adoptar a fotografia como a sua principal forma de expressão. O seu trabalho reflete o seu interesse especial em histórias individuais explorando conceitos de identidade e sub-culturas, e o seu significado no mundo globalizado. Dentre suas publicações e exposições mais recentes destacam-se: Beyond, na HashtagPhotography Magazine, London; Photofusion Salon/16, exposição coletiva, Brixton; We do Black hair, Festival Open Source, Dalston; exposição Ghouls, Gateways and Gatekeepers, The Pad, London, 2016.

Apoio: Fundação Caloustre Gulbenkian
Projeto da residência em colaboração com Jeanne Mercier.