Marina Pu é realizadora, vive e trabalha em Inglaterra e Taiwan. Trabalha na indústria dos media de Taiwan, como realizadora de filmes e documentários de televisão, há 10 anos.

Pós-graduação e 2007 em Produção de Cinema e Televisão, pela University Edinburgh no Reino Unido. Os seus filmes têm vindo a ser seleccionados para diversos festivais de cinema na Inglaterra, Escócia e Europa. Marina lecciona produção para cinema e televisão na Taiwanese University in Asia desde 2012. Desenvolve projectos de documentário entre Taiwan e a Europa.

Nos seus filmes, Marina debruça-se sobre temas como”diversidade cultural” e “humanidade”, inspirada por uma forte cultura Japonesa ligada às artes visuais, graças ao seu passado cultural em Taiwan, e inspirada também pela sua vida na Grã-Bretanha desde 2006.

Durante a sua residência artística no HANGAR, Marina Pu irá dar continuidade ao seu projecto documental de longa duração, intitulado DISQUIET IDENTITIES. O documentário toma como ponto de partida um acontecimento ocorrido no metro de Taipei, Taiwan, um crime violento envolvendo um adolescente. No seu projecto, Marina mostra as filmagens deste acontecimento, exibidas nos programas noticiosos de Taiwan, a estudantes e professores universitários, ao mesmo tempo que os questiona sobre as temáticas da violência, crime, cultura e juventude. Após 2 residências, em Fukuoka, Japão, e Múrcia, Espanha, e de aí ter trabalhado com estudantes e professores, Marina vem a Lisboa para dar continuidade a estas entrevistas.

As duas primeiras partes do documentário DISQUIET IDENTITIES podem ser vistas aqui and aqui.

Este projecto está aberto à colaboração com estudantes e professores universitários, das áreas das Ciências Sociais e Direito (entre outras). As/os interessadas/os podem contactar o HANGAR para participar e para obter mais informações. A Marina Pu estará em residência em Lisboa de 1 a 15 de Agosto.

A residência de Marina Pu é apoiada por:

10426303_10153147634423192_4395696603155242410_n

TAKMING UNIVERSITY