Clara Sánchez Sala (1987, Alicante, Espanha) vive e trabalha em Madrid. O trabalho de Clara Sánchez cruza dados científicos, literários e tecnológicos, do ponto de vista poético, a partir de três tópicos fundamentais sobre sua investigação artística: a dimensão ficcional da representação cartográfica; Racional e métrica, a reflexão sobre a paisagem como ponto de encontro, e a Terra como uma experiência primigenial para os homens. Com objetivo de criar um discurso sobre este complexo mundo da ficção que nós, os seres humanos, geramos nesse incessante desapego no qual o encontro com o mundo externo consiste e que geralmente chamamos de: real.

Estudou Belas Artes na Universidade de Castilla la Mancha (2007-2012). Obteve o MA Photoespaña: teorias da fotografia e projetos de arte, Universidade Européia de Madri (2012-2013) e o MA em Criação e Pesquisa de Arte, Universidade Complutense de Madri (2013-2014). Seu trabalho foi exibido internacionalmente, incluindo Espacio Odeón (Bogotá), Tegmark Gathering (Estocolmo), Casa Leibniz (Madrid), Antonio Pérez Foundation (Espanha), entre outros. Clara Shánchez foi premiada pelo Etampa 2016, prêmio de aquisição, Sala de estágios 2017 e, recentemente, recebeu a bolsa Programas de residência 2017, Comunidade de Madrid, para artistas em residências internacionais.